IonQ se tornará a primeira empresa de capital aberto dedicada exclusivamente à computação quântica

Postado em 15/03/2021 por Maria Heloísa

Computação quântica

A IonQ será a primeira empresa exclusivamente quântica a se tornar pública.

A IonQ será a primeira empresa exclusivamente quântica a se tornar pública.

A IonQ, sediada em Maryland, entrou em um acordo definitivo de fusão com o dMY Technology Group III (bolsa de valores de Nova York: DMYI.U), de acordo com uma declaração da empresa.

A transação resultará em US$650 milhões em receita bruta, incluindo um investimento privado de US$350 milhões totalmente comprometido com a participação da Fidelity Management & Research Company LLC, Silver Lake, Breakthrough Energy Ventures, MSD Partners, L.P., Hyundai Motor Company e Kia Corporation, e dos principais investidores institucionais.

A capitalização de mercado implícita pro forma da empresa, quando acumulada, é de aproximadamente US$2 bilhões (Avaliação Empresarial Implícita de US$1,4 bilhão). Fornecemos uma análise mais detalhada no final desta parte.

A IonQ, Inc., (“IonQ”) anunciou hoje que firmou um acordo de fusão com o dMY Technology Group, Inc. III (bolsa de valores de Nova York: DMYI.U), uma empresa de aquisição de propósito especial negociada publicamente (“dMY III”). Ao fechar a transação, as ações da IonQ serão negociadas na III sob o símbolo “IONQ”, como a primeira empresa de hardware e software de capital aberto na área da computação quântica.

Na declaração, a empresa escreve: “Ao longo da história humana, temos testemunhado avanços tecnológicos que transformaram dramaticamente a sociedade. No século XIX, foi a revolução industrial, impulsionada pelos avanços científicos que nos trouxe máquinas movidas a vapor, eletricidade e medicina avançada. No século XX, a computação – provavelmente a maior de todas as invenções humanas – a inteligência humana alavancada para realizar cálculos complexos, abrindo assim o caminho para avanços profundos em praticamente todos os domínios da experiência humana. A IonQ acredita que o século XXI será definido pela computação quântica e que esta tecnologia terá um impacto ainda maior do que a computação clássica teve durante os últimos 100 anos”.

De acordo com o The Quantum Insider, a IonQ utiliza a tecnologia de íons aprisionados para fornecer cálculos quânticos. Antes da fusão, ela tinha cerca de US$ 84 milhões em financiamento total.

A empresa afirma que, além de produzir o primeiro e único computador quântico disponível através da nuvem tanto no Amazon Braket quanto no Microsoft Azure, a IonQ acredita que sua tecnologia é o melhor caminho para a escalada do poder computacional quântico. Até 2023, a IonQ planeja desenvolver computadores quânticos modulares suficientemente pequenos para serem conectados em rede, o que poderia abrir caminho para uma ampla vantagem quântica até 2025.

“Esta transação antecipa a missão da IonQ, para resolver problemas críticos que afetam quase todos os aspectos da sociedade”

“Com nossos principais parceiros estratégicos, tais como Breakthrough Energy Ventures, Hyundai Motor Company e Kia Corporation, estamos ansiosos para aproveitar o poder da computação quântica na luta contra a mudança climática e para resolver os problemas que afetam a indústria de transportes, desde a concepção de materiais até a logística”.

disse Peter Chapman, Diretor Executivo & Presidente da IonQ.

“Os computadores quânticos da IonQ estão especialmente posicionados para capturar uma oportunidade de mercado de aproximadamente 65 bilhões de dólares até 2030. Os computadores quânticos criarão valor em milhares de novas aplicações, e a IonQ está pronta para ser a primeira empresa capaz de explorar plenamente esta enorme oportunidade”

falou Niccolo de Masi, Diretor Executivo do dMY III.

A transação foi aprovada por unanimidade pela Diretoria do dMY III, assim como pela Diretoria da IonQ, e está sujeita à satisfação das condições habituais de fechamento, incluindo a aprovação dos acionistas do dMY III.

A entidade combinada receberá aproximadamente US$300 milhões da conta fiduciária da dMY III, considerando que não haverá resgates pelos acionistas públicos da dMY III, bem como US$350 milhões em receita bruta de um grupo de investidores estratégicos e institucionais participantes da transação através de um investimento de colocação privada comprometido (“PIPE”). Além da Fidelity Management & Research Company LLC, Breakthrough Energy Ventures, Hyundai Motor Company e Kia Corporation, os novos investidores incluem Silver Lake, MSD Partners, L.P., e TIME Ventures, o fundo de investimento para Marc Benioff. O PIPE inclui investimentos adicionais de investidores existentes, incluindo New Enterprise Associates, GV, e Mubadala Capital.

Informações adicionais sobre a transação proposta, incluindo uma cópia do acordo de fusão e apresentação do investidor, serão fornecidas em um Relatório Atual no Formulário 8-K e na declaração de registro do dMY III no Formulário S-4, que incluirá um documento que serve como prospecto e declaração de procuração do dMY III, referido como declaração/prospecto de procuração, cada um dos quais será arquivado pelo dMY III na Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (“SEC”) e disponível em www.sec.gov.

Sobre a IonQ, Inc.

A IonQ, Inc. é a líder em computação quântica, com um histórico comprovado de inovação e implantação. O computador quântico de 32 qubits da IonQ é o computador quântico mais poderoso do mundo, e a empresa definiu o que acredita ser o melhor caminho a seguir para a escala. A IonQ é a única empresa com seus sistemas quânticos disponíveis tanto através do Amazon Braket como das nuvens Microsoft Azure, bem como através de acesso direto à API. Foi fundada em 2015 por Chris Monroe e Jungsang Kim com base em 25 anos de pesquisas pioneiras na Universidade de Maryland e na Universidade Duke. Para saber mais, visite www.IonQ.com.

Sobre o dMY Technology Group, Inc. III

A dMY III é uma empresa de aquisição de propósito específico formada pela empresa dMY III Technology Group, Harry L. You e Niccolo de Masi com o propósito de efetuar uma fusão, bolsa de valores, aquisição de ativos, compra de ações, reorganização ou combinação comercial similar com um ou mais negócios ou ativos.

Análise TQD – nossa perspectiva inicial

Este anúncio representa um passo fundamental na indústria da tecnologia quântica. A IonQ levantou um montante recorde de financiamento para ir e desenvolver ainda mais sua oferta. A apresentação do investidor oferece uma visão fascinante da tese de investimento para as empresas de tecnologia quântica.

Visão geral das transações

A IonQ tornou-se pública através de uma fusão com uma empresa que levantou capital com o único objetivo de adquirir uma empresa operacional privada, no caso da IonQ. Estas empresas de “cheque em branco” são conhecidas como Empresa de Aquisição de Propósito Específico (SPACs).

A fusão proporcionará à IonQ uma receita bruta de US$650 milhões e é composta de US$300 milhões em dinheiro da SPAC e US$350 milhões de um consórcio de empresas de capital privado..

O negócio foi feito com uma capitalização de mercado implícita (número de ações x preço por ação) de $2 bilhões (implicando um Valor Empresarial (VE) de ~$1,4 bilhões). O VE é normalmente usado como parâmetro para comparar com as métricas operacionais subjacentes, tais como renda e o indicador EBITDA (veja mais abaixo).

Desenvolvimento técnico

  • O plano central do IonQ é aumentar o número de “qubits algorítmicos” que ele pode oferecer como parte de seus sistemas. Qubits algorítmicos são um número “efetivo” de qubits onde fatores como muitos qubits em um sistema serão necessários para facilitar a “correção de erros”.
  • A IonQ está efetivamente sugerindo que eles serão capazes de construir computadores quânticos que podem resolver problemas úteis para seus clientes a partir de aproximadamente 2024.
  • Há uma série de obstáculos tecnológicos a serem superados para conseguir isto.

Previsões financeiras

  • A IonQ espera não ser rentável até um ponto de inflexão em 2025E (com base em desenvolvimentos técnicos).
  • Durante este período, a empresa espera obter volta de $40-60 milhões de prejuízo por ano, apesar do crescimento da receita durante este período. Esta perda será impulsionada por gastos significativos em custos operacionais (construção de sistemas, Pesquisa e Desenvolvimento e funcionários).
  • Somando isso com os gastos em capex (por exemplo, hardware), significará que a empresa queimará uma quantia significativa de seus >600 milhões de dólares em dinheiro nos próximos anos.

Modelo de receita

  • A empresa não é precisa sobre exatamente como irá gerar receita, no entanto, espera impulsionar isso a partir do acesso a seus sistemas quânticos durante os próximos anos.
  • Nós antecipamos que, a curto prazo, ela gerará receita a partir de contratos importantes com clientes pioneiros. Isto irá progredir para fornecer acesso em maior escala a seus sistemas em Nuvem (por exemplo, através de fornecedores de nuvens como a Amazon e a Microsoft), uma vez que sua tecnologia pode oferecer casos reais de uso para os negócios.
  • A IonQ espera gerar aproximadamente $120 milhões a partir de cada computador quântico durante sua vida útil (valor do tempo de vida do sistema) até 2026, e está prevendo aproximadamente $16 milhões de receita em média de cada um de seus 33 sistemas até este ponto.

Avaliação

  • O IonQ é comparado aos fabricantes de chips em seu resumo de avaliação. Há uma série de pontos-chave a serem assinalados aqui:
  • Primeiro, as métricas IonQ são baseadas em seu desempenho previsto dentro de 4-5 anos (comparado com AMD e NVidia hoje). Estes devem ser tratados com cautela, pois são fundamentalmente baseados na previsão de um futuro incerto.
  • Pensamos que a comparação com os fabricantes de chips não é necessariamente a maneira correta de olhar para o negócio. Se ela gera receita por fornecer acesso à nuvem a seu sistema, pode fazer mais sentido considerar a Microsoft (Azure) e a Amazon (AWS) como empresas comparáveis.
  • Os investidores argumentam que a IonQ é valorizada com um desconto significativo para seu potencial futuro. Isto, mais uma vez, apesar de logicamente atrativo, é baseado em uma série de suposições em torno do perfil futuro do negócio.
  • Aqueles familiarizados com a Oferta Pública IPO / indústria financeira estarão familiarizados com os modelos altamente ilustrativos que impulsionam esses gráficos. Pequenas mudanças nas suposições conduzirão a enormes diferenças nos resultados.

A IonQ é um bom investimento?

  • Nós demos uma olhada na D-Wave há algum tempo e, fundamentalmente, nossa visão é a mesma aqui.
  • Primeiramente, você deve fazer sua própria pesquisa antes de investir seu dinheiro ganho com esforço.
  • Em segundo lugar, a evolução da IonQ como um negócio dependerá essencialmente do progresso tecnológico em tecnologias quânticas.
  • Não é o único agente que procura desenvolver computadores quânticos (veja The Quantum Insider para mais informações) e não há garantia de sucesso no desenvolvimento de computadores quânticos úteis em uma linha temporal de investimento atrativa.
  • Dito isto, agora essa é a empresa de tecnologia quântica mais bem financiada do mundo, e é uma das poucas oportunidades para um investidor de varejo obter exposição às tecnologias quânticas.

Isenção de responsabilidade: os escritores do The Quantum Daily podem possuir ações discutidas no conteúdo publicado no site. Este artigo não é uma recomendação para comprar ou vender ações.

Tradução autorizada de texto publicado pelo The Quantum Daily. Disponível em: https://thequantumdaily.com/2021/03/08/ionq-to-become-the-first-publicly-traded-full-stack-quantum-computing-company/. Acesso em 14 de março de 2021.

image_pdfimage_print
Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *